Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o Homem Certo

No Trabalho 3778 - O que funciona com as crianças funciona com adultos

Gosto de orientar trabalho.

Porque se orientar os outros o meu trabalho fica quase perfeito.

Não gosto de ver pessoas paradas, ronha é uma coisa, abusar é outra, ou melhor não saber fingir que se está ocupado é péssimo.

Disse à Tontinha da Cabeça para fazer uma tarefa, a qual, sei que não gosta, mas temos pena.

A Tontinha disse ah não dá porque... muitos problemas, eeeeeeee só problemas. Mandei ir resolver com o chefe.

Foi ter com o chefe, o chefe não lhe ligou nenhuma, insisti que fosse resolver o problema.

Disse-me toda Dra. Olha eu só digo uma vez - a dizer isto e abanar-se toda, estilo regateira - Já disse, ele agora que resolva, vou arrumar aquilo e pronto.

Passei-me, e como se fosse um paizinho já passado da cabeça disse: AI É ASSIM? NÃO QUERES SABER, NÃO É? OLHA EU TAMBÉM NÃO. Faz o que quiseres, se quiseres fazer faz. Se não quiseres não faça. Estou-me nas tintas. Na verdade disse, estou-me a cagar.

E virei-lhe as costas.

 

Mais tarde lá estava ela toda empenhada a fazer o trabalhinho que não gosta.

Agora tenho de lhe pedir desculpa, mas a malta às vezes tira-me do sério.

 

Todos os nomes

Há quem me trate por Miguel.

Há quem me chame por um diminutivo do nome de família. Que adoro e que os amigos usam e há uma senhora que o diz sempre mal, mas insiste.

Há quem me trate por Mi.

Uma senhora chama-me Pedro.

Outra Paulo.

Uma prima trata-me por Ângelo.

Outra Luís.

Mitxuia também é utilizado.

O meu patrão raramente me trata pelo nome, aposto que nunca se lembra,

Existem ainda as variantes Miguelinho ou Miguelito.

Ainda há um primo que me chamava Migalhas.

 

Podem tratar-me como quiserem desde que me tratem bem.