Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

o Homem Certo

O hábito de ler

Depois de ler este texto lembrei-que na adolescência não gostava de ler.

Tinha uma vizinha, que ainda hoje é a minha melhor amiga, adorava ler e viajava com os livros, depois contava-me as histórias. 

Insistia muitas vezes que devia ler e dava-me conselhos, ler este e aquele e eu achava uma seca. 

Não sei se antes ou depois, mas penso que foi antes li a BD do Asterix. 

Lembro-me que me emprestou um livro chamado Doçura Amarga, não sei explicar mas li aquele livro, era fininho e não me assustou. Depois apanhei um livro da Margarida Rebelo Pinto, falava de sexo, uhhhhhhh, então achei um máximo e vá de ler tudo desta autora, ah tinha tios e tias e roupa de marca, e achava graça também.

E fui lendo outros. Mas o que me prende são as biografias e os romances históricos. Ou relacionados com o Vaticano ou com a igreja católica e todos os seus heróis, sejam contra ou favor. Tento experimentar outros géneros mas cansam-me ou faço um grande esforço.

Claro que há excepções.

Hoje posso dizer que se leio alguma coisa, é graças à Cláudia que me ensinou a gostar.

Não posso acrescentar mais linhas porque a minha Big Big Boss já me chamou duas vezes.

Tenham um óptimo dia.

16 comentários

Comentar post