Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o Homem Certo

Confia em mim

Dá me a mão e guia-me. Eu darei os passos que tu deres.

Mesmo que não sejam nas mesmas marcas, prometo seguir.

Tu andas a direito, eu às vezes, em desalinho, mas sempre para chegar a ti.

Normalmente caminhamos lado a lado, muitas vezes passos certos, acertados. Outras cada um dá um passo difrente, um para a esquerda outro para a direita.

É no centro que nos encontramos e seguimos.

Tem dias que um quer uma coisa outro outra.

Zangados, por momentos, acertamos o passo e seguimos.

Posso não ser perfeito, porem sabes que sou o certo, mesmo que nem sempre esteja certo, mesmo quando me dás dores de cabeça és o certo para mim.

Nos dias em que sou eu que te dou tais dores continuo a ser o certo.

Somos um, e sabes que quando queremos somos um.

Nem sempre metemos o barco ao mar e desenhamos a mesma rota. Um veleiro precisa dos dois um na vela outro no leme. Eu sou o que comanda a vela, tu és o do leme. Se formos uma boa equipa conseguiremos levar o barco a bom porto

E eu sei velejar para onde quer que seja, sopre o vento de onde calhar. Mesmo que venha de popa... será mais tranquilo e mais rápido, sei também velejar à bolina, quando o vento vem de frente e temos de fazer bordos, ou mais simples ziguezaguear o barco para apanharmos vento que nos faça mover, para continuarmos caminho e não sermos levados pela corrente.

Eu sei velejar, só precisas de me dizeres onde queres ir. Eu saberei o caminho. Eu sei onde quero ir, só preciso que digas onde ir e vamos.

 

Confia em mim e serás farte-ei feliz.