Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

o Homem Certo

Boas Pessoas

Fui ver a peça Boas Pessoas ao Teatro Aberto.

Boas-Pessoas_Teatro-Aberto-307x400.jpg

 

As peças que passam naquele espaço surpreendem-me sempre. Tenho ideia que muitas passam despercebidas. E digo que são das melhores que vejo.

Não sabia do que se tratava, apenas sabia que a atriz principal era Maria João Abreu (MJA).

Quando me sentei na sala o pano estava aberto, e via-se o cenário simples e surpreendente, como de costume, eram vários quadrados com espaço no meio que no principio nem se percebe bem com que finalidade. Depois percebe-se que as paredes, e os vários cenários se vão encaixando bem ali naquele conjunto. O cenário é de Catarina Barros.

Um cenário sempre a mudar em que o espectador assiste sem se aborrecer, foi muito bem pensando.

 

A história desenrola-se a partir do despedimento da personagem de Maria João Abreu, é o ponto de partida para abordar variados temas como o desemprego, a questão das oportunidades, a sorte versus escolhas, a capacidade de vencer as adversidades, a educação como meio de ascender socialmente, pobres versus ricos.

 

Isto tudo contado com muita graça e humor.

 

Adorei a peça, achei tudo muito bom.

 

Fica no ar a pergunta de sermos ou não boas pessoas. Achamos sempre que sim, e falo por mim, tenho-me em grade conta. Será que somos mesmo?

 

O mais engraçado é como há certos papeis que encaixam super bem nos actores, já tinha visto duas peças com MJA e não fiquei com grande curiosidade na actriz e nesta fiquei encantado. Gostei também de ver Leonor Seixas. Todos os actores estiveram formidáveis, Irene Cruz | Leonor Seixas | Luís Lucas Lopes | Maria João Abreu | Pedro Laginha | Sílvia Filipe.

 

O preço do bilhete é de 15€

 

Consultem aqui a ficha técnica e o sinopse da peça.